domingo, 18 de janeiro de 2015

Elevador da Bica




Na rua que se desenha
 

 a giz

e a azur

à contraluz do rio,

da cidade enseática.


Cintilam

As linhas metálicas dos  carris
 

 
 

Ainda é de manhã e o

Vagar do domingo

Vai lento.

 


Alguém

cantarola um fado,
 



alguém

abraça

meia dúzia  de

cravos.

Sem comentários:

Enviar um comentário