terça-feira, 23 de setembro de 2014

(aprender a ler) o mundo

 


 
 
 
"Entre a austeridade voluntária, proposta por restauracionistas e a ideologia do consumo que impõe mais tecnologia e talvez uma artificialização total do ambiente, as preocupações ambientais configuram-se como uma dimensão da consciência social a exigir a redefinição contemporânea, antropológica, ecológica e politica das necessidades da pessoa e da sua relação com os elementos do mundo natural. Esta terceira postura implica a valorização das culturas locais, o reconhecimento das possibilidades de expressão própria das populações; baseia-se na partilha, na protecção e na cooperação; admite a inevitabilidade da interdependência e da interacção na procura dum desenvolvimento endógeno e sustentável


Maria Helena de Almeida Cavaco, A Educação Ambiental para o Desenvolvimento, Escolar Editora, 1992

Sem comentários:

Enviar um comentário